Bicama: quando devo escolher este tipo de dormitório

FacebooktwitterFacebooktwitter

bicama quando escolher

Os apartamentos, as casas geminadas e os lofts têm oferecido cada vez menos espaço em suas plantas. E, por isso, as famílias que são mais numerosas – ou que frequentemente recebem hóspedes – têm de fazer verdadeiros malabarismos para que todos se acomodem de um jeito confortável. É neste momento que a bicama começa a se mostrar uma ótima opção para otimizar o espaço “livre” na casa.

A bicama é indicada principalmente para cômodos com metragens quadradas menores em que a colocação de uma segunda cama ou de uma de casal possa atrapalhar a mobilidade dos moradores. Mas as bicamas não possuem apenas essas vantagens. Confira outras:

  • Otimização do espaço: poucos quartos garantem o espaço para comportar uma cama de casal média (1,88m x 1,38m) sem atrapalhar a passagem e a vivência dentro do cômodo. As bicamas são excelentes opções porque ocupam apenas todo esse espaço quando são extremamente necessárias – ou seja: na hora de dormir e quando não há a necessidade de movimentação no quarto.
  • Móvel mais discreto: por ser um móvel menor, a bicama também é mais discreta e traz menos sensação de lotação em um ambiente pequeno do que uma cama de casal ou um beliche armado.
  • Mais opções de decoração: lojas oferecem várias opções de design para bicamas. Fechadas, elas podem ser em formato de sofá, de cama de solteiro, de espreguiçadeira. Isso viabiliza os mais diferenciados projetos de decoração.
  • Possibilidade de possuir gaveteiros ou baús: se a bicama já é uma opção otimizadora do espaço, ela consegue ir ainda mais longe e garantir um espaço extra quando adquirida com um baú ou gaveteiros integrados.
  • Praticidade para receber hóspedes: caso um parente que mora em outra cidade ou amigos que beberam demais e decidam pernoitar na sua casa, você precisa apenas puxar a cama de baixo e pronto! Tem um lugar confortável e aconchegante para eles ficarem. Em outras situações seria necessário improvisar uma cama no sofá (que nem costumam ser tão grandes) ou no chão.
  • Mais privacidade para convidados: normalmente a bicama fica em um quarto da casa, e não na sala, como ocorre com os sofás-cama ou com os colchões avulsos, o que traz mais privacidade e conforto para os convidados que não precisam ficar expostos em um cômodo de uso comum.

Os tipos de bicama disponíveis no mercado

  • Bicama de casal: esta opção é ideal para quem gosta de receber amigos e familiares em casa. Com o espaço de uma cama de solteiro – que pode ser transformada em um sofá estilizado se utilizarmos algumas almofadas – é possível abrir uma cama com colchão de 1,94m por 94m ou até maior.
  • Bicama de solteiro: opção mais comum e também a preferida dos pais para se colocar no quarto de crianças. Como os mais jovens adoram fazer festas do pijama e receber amigos ou primos, uma bicama de solteiro é uma excelente maneira de permitir um espaço grande para brincadeiras durante o dia e outro confortável para dormir à noite.
  • Bicama com gavetas: algumas bicamas têm a possibilidade de ter duas ou três gavetas acopladas à cama, oferecendo ainda mais otimização de espaço e melhorando a organização do cômodo.
  • Bicama com baú: outra opção interessante é a de um baú ser acrescentado embaixo da cama principal. Esse espaço extra no quarto pode acomodar brinquedos, livros e até grande parte da roupa de cama.

Se a sua família é ainda mais numerosa, você pode também investir em uma opção de tricama. No entanto, para esta opção é fundamental ter o espaço equivalente a três camas de solteiro padrão disponível no quarto onde ela ficará.

 

cta-guia-completo-colchao-arq-do-sono

FacebooktwitterFacebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *