Apneia do sono também afeta crianças. Saiba os sintomas

FacebooktwitterFacebooktwitter

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono não é um problema exclusivo de adultos, embora sejam os casos mais frequentes. A apneia é o distúrbio do sono mais comum e é caracterizada pela obstrução da garganta durante o sono, onde a pessoa precisa fazer esforço para respirar enquanto dorme.

Por se tratar de um problema comum, é muitas vezes ignorado e pode causar problemas mais sérios. O recomendado é que os pais fiquem conheçam e fiquem atentos aos sintomas e caso haja suspeita, procurar um médico otorrinolaringologista para fazer exames preventivos.

É importante saber que a apneia afeta a qualidade do sono, prejudicando o aprendizado e o desenvolvimento da criança, além da sociabilidade. Tudo isso é tratável, por isso a importância do conhecimento dos sintomas e causas.

apneia

Sintomas da apneia do sono nas crianças

O sintoma mais comum é o ronco frequente. Cerca de 10% das crianças roncam, mas não necessariamente possuem o distúrbio. Apenas 1 a 3% das crianças que roncam apresentam de fato a apneia do sono.

Outros sintomas podem aparecer não só durante o sono, como hiperatividade, dificuldade de aprendizado, déficit de atenção e perda de apetite. Além disso, o sono agitado, dificuldade para respirar, posições desconfortáveis durante o sono, a sudorese e urinar na cama durante a noite.

A identificação destes sintomas pelos pais é fundamental, pois leva a pedir ajuda médica e tratar o problema antes de levar a outros mais sérios e permanentes. Além de afetar o desenvolvimento na infância, pode evoluir para doenças vasculares, pelo esforço extra na respiração durante a noite.

Sem contar que a apneia do sono pode interferir no desenvolvimento da face e da arcada dentária ou até posturas desadequadas da coluna, tórax e membros superiores da criança, problema muito mais difícil de corrigir.

Possíveis causas do distúrbio

Apneia do sono pode afetar crianças

Dentre as principais causas da apneia do sono em crianças está o aumento de tamanho das amígdalas e adenoides (hipertrofia). Esta causa é a mais comum nos casos diagnosticados em crianças. Outras causas que podem causar a apneia são: malformação craniofacial, doenças neuromusculares e obesidade.

A apneia do sono pode se manifestar em crianças de todas as idades, até recém-nascidos, mas a maior parte dos casos está na faixa etária dos 4 a 6 anos, idade na qual a hipertrofia das amígdalas ocorre com maior frequência.

Como saber se meu filho sofre com apneia do sono?

Ao observar os sintomas acima, você deve procurar ajuda médica para que o profissional possa avaliar o quadro e sinais apresentados pela criança. Se puder, leve um vídeo do sono do seu filho ao médico.

Através de um exame físico e entrevista, o profissional irá determinar qual é o melhor tipo de tratamento. Através de um plano de saúde ou da rede pública, você encontrará um médico especialista para lhe orientar e auxiliar.

Dependendo do quadro apresentado, outros exames poderão ser solicitados.

Tratamento da apneia do sono

Os tratamentos podem ser personalizados baseados em cada paciente. Pode ser à base de medicamentos corticoides nasais, pode ser tratada via prótese ortodôntica ou cirurgia. No caso das crianças, geralmente é indicado o tratamento cirúrgico, ao contrário dos adultos que apresentam a apneia.

A cirurgia de remoção de amígdalas e adenoides é muito comum e pode curar definitivamente a apneia, além de devolver a qualidade de vida e qualidade do sono. Nos pacientes em que o diagnóstico apresenta problemas nasais e na respiração oral, o ideal é o tratamento conjunto com dentista e fonoaudiólogo.

As alterações físicas e comportamentais que a apneia causa podem ser revertidas se o distúrbio for diagnosticado e tratado em tempo hábil.

 

Por: Andreia Silveira, do site SeguroAuto.org.

travesseiro antialergico

FacebooktwitterFacebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *